Loja e ecommerce especialista em Peças, HardParts, Ferramentas Fluidos e Óleos para Câmbio Automático.

Rua Antônio André Rodrigues, 101 Chácara Mafalda - São Paulo - SP - sac@solupecas.com.br - 11 2193-3868 - Design by Sivuca

  • Instagram - Solupeças
  • Facebook - Solupeças
  • Twitter - Solupeças

©Copyright 2018 Solupeças. Todos os direitos reservados

  • Silvio Ambrosini

Qual é o tipo de óleo de câmbio automático que eu preciso?

Atualizado: 27 de Set de 2019



Você sabe bem que o fluido para a transmissão é importante para seu carro, mas em meio a tantas especificações, qual exatamente é o óleo que você deve usar? Com tantas marcas e tipos espalhados pelo mercado, pode ser uma coisa confusa encontrar o fluido certo, afinal se eu pareço não me decidir entre a palavra óleo ou fluido, imagine que complicado escolher o tipo em meio a tantas especificações... Apesar do manual do veículo lhe oferecer detalhes acurados sobre o tipo de fluidos de transmissão automática, vamos tentar abordar aqui, os diferentes tipos disponíveis no mercado e para quais marcas de veículos eles se destinam. Então se sua pergunta é "Qual é o fluido que eu preciso?", a resposta está a seguir.

Tipos de óleos para transmissão

Os diferentes tipos de óleo se referem aos diferentes aditivos e ingredientes utilizados na produção do óleo, o que está diretamente relacionado ao que se espera do fluido, ou seja, qual o comportamento desejado do óleo da transmissão, com relação a temperatura, aderência, viscosidade e assim por diante.

Então, quando me refiro às propriedades do fluido, estamos conversando sobre coisas como:

  • Proteção e limpeza das superfícies metálicas

  • Aumento das velocidades de rotação e faixa de temperatura

  • Fornecer o nível adequado de viscosidade

  • Prevenir espuma e oxidação do fluido

  • Estender a vida do fluido da transmissão

  • Melhorar a capacidade de resfriamento e reduzir a temperatura de trabalho

  • Melhorar o “convívio” com juntas e demais peças flexíveis e de atrito


A série de fluidos de transmissão com especificações mais “saudáveis” são os Dexron e Mercon. É por isso que os fabricantes de veículos os utilizam em larga escala hoje em dia. Existem também óleos feitos a partir de bases minerais e sintéticas que podem oferecer propriedades mais específicas, como vida mais longa e maior eficiência sob alta temperatura. Estes fluidos incluem:

Tipo F – Esta é a especificação mais utilizada nos veículos nos anos 70. Não é tão comum atualmente, mas este tipo era muito usado apesar de não incluir modificações de atrito, que são agentes capazes de reduzir o atrito das partes em contato direto. Além de transmissões mais antigas, você não encontrará mais esse tipo de fluido com frequência hoje em dia.

Dexron/Mercon – Provavelmente a especificação mais comum hoje em dia, estes óleos possuem especificações semelhantes e é por isso que são comumente agrupados na mesma categoria. Ambos possuem modificadores de atrito e muitas outras especificações de fluidos são baseadas nestes dois.


Fluidos HFM – A sigla significa Alta Modificação de Atrito e já dá para imaginar que se tratam de óleos específicos para transmissões que precisam muito de redução de atrito, simples assim.

Fluidos sintéticos – Os sintéticos são muito populares hoje em dia e estão disponíveis em muitas marcas, que inclusive atendem as especificações Dexron e Mercon. Os fluidos sintéticos oferecem melhor desempenho, possuindo melhor resistência ao calor, frio, oxidação, atrito e quebra por cisalhamento (ops!*). Muitos fabricantes estão adotando óleos sintéticos atualmente simplesmente por eles serem melhores, apesar de é claro, serem mais caros.

Então qual é o fluido que eu preciso?

Então essa é sua pergunta? Depende então da marca e modelo de seu carro, já que cada fabricante faz suas recomendações particulares.

Por exemplo, existem algumas variantes de Dexron e Mercon atualmente, como Mercon V e Dexron VI. Essas variantes são compatíveis com as especificações anteriores, o que significa que Mercon V sempre poderá ser usado em um carro que usa Mercon III, mas a relação inversa não é verdadeira, ou seja, especificações Dexron VI não podem ser substituídas por Dexron III e assim por diante.

Veja abaixo uma ideia geral de especificações.


Aproveite para entender sobre como é feita a troca de fluido de transmissão automática utilizando a máquina de Flushing, que garante a troca de quase 100% do fluido, basta ler este artigo.

Veja todos os fluidos para transmissão automática disponíveis para venda no site da Solupeças clicando aqui.

#fluidos #motul #febi #febibilstein #multiatf #atfvi #23614 #23615 #39070 #27975 #14738



.....................................................................................................................

Excelentes artigos para leitura

Oficina e dicas

Lidando com Retornos em Garantia

Os perigos do uso de componentes de vedação alternativos

Como lidar com clientes insatisfeitos

5 hábitos que acabam com seu câmbio DSG

3 formas de valorizar a reforma de transmissão para o clientes de sua loja

Quanto dura uma transmissão reformada

5 erros mais comuns que podem arruinar sua transmissão automática

Problemas com a temperatura de trabalho da transmissão automática

Qual é o tipo de óleo de câmbio automático que eu preciso?

A troca de fluido com máquina de flushing

Diagnósticos com Teste de Vácuo Sonnax

Artigos com dicas no site da Automatik

Sonhos e realidades do reparo de Corpo de Válvulas

Um guia para as luzes espia de seu carro

Precisou voltar para a oficina? calma…

Sonhos e realidades do reparo de Corpo de Válvulas

O que esperar do reparo do seu câmbio Automático

5 sintomas de óleo baixo no câmbio automático

Por que trocar o óleo do câmbio custa caro?

Câmbio DSG, nasceu para desaparecer?

Seja feliz com seu câmbio automatizado

Automáticos, automatizados e CVT, qual a diferença?

Audi e VW

Audi Q5 e a caixa DSG 7 marchas DL501

Golf e Audi A3 1.4 e 18 Turbo e os problemas do câmbio DSG DQ200

Audi CVT Multitronic 0AW, análise de defeitos e soluções

A Transmissão DSG 02E (DQ250) Volkswagen e Audi também pode apresentar problemas.

Câmbio 09G Jetta, Passat, Bora, Golf e a solução de seus defeitos

Linha Francesa

Novas visões do AL4 - Soluções para Franceses

Sobre o câmbio automático AL4 da linha Francesa Citroen, Renault e Peugeot

Ford, GM, Fiat

Ford Focus, Fusion e Ecosport patinando e com trancos nas trocas

AW 5040LE patina, desengata, faz barulho, mas dá para consertar

Captiva V6 com trancos e problemas na ré – 6T70

Ford Fusion e Edge 4×4 sofrem com a caixa de transferência que se comporta mal

Fusion automático 6 marchas com câmbio 6F35

Asiáticos

Soluções para Transmissão CVT do Mitsubishi ASX

Nissan Sentra, Renault Fluence e Mitsubishi Outlander CVT XTronic -

Câmbio Automático SLXA Honda Civic de 2001 a 2005 e seus problemas

314 visualizações